@Destaques

Na área de treinamento e desenvolvimento existe um desafio de conciliar os desejos do colaborador em se capacitar, e ao mesmo tempo, os desejos que a empresa demanda com treinamentos estratégicos para crescer no mercado.

Quando pensamos na empresa como centro das decisões tomadas pela área de T&D, imagine um cenário em que a organização determina tudo o que o colaborador precisa fazer. Desde forma de trabalho até carreira, ao invés de dar o poder para ele escolher.

Quando pensamos no colaborador como centro das decisões tomadas pela área de T&D, nos deparamos com diversos conteúdos sobre como incentivar o protagonismo do aluno, e sobre como dar o poder do processo de aprendizagem dele, para ele mesmo. O conceito de andragogia traz essa reflexão de dar a autonomia para os colaboradores, mas ao mesmo tempo, essas teorias acabam mais conceituais do que práticas, concorda?

Os dois cenários parecem extremos, eu sei. O verdadeiro desafio das corporações não está num cenário ou em outro. Mas sim, em equilibrar o que o colaborador quer aprender, com o que a empresa precisa também desenvolver como organização.

teste-gratis-lms

Empresa X colaborador: como equilibrar os objetivos nos treinamentos

Já antecipo que aqui não existe receita. Para entender como equilibrar os objetivos de treinamento e desenvolvimento da sua empresa com o de seus colaboradores, sugiro que você estude alguns conceitos que vão te ajudar a ter uma visão macro de como os adultos aprendem, como os adultos engajam, e como motivá-los a aprender algo. Já abre os links a seguir para você ler em seguida:

  • Cultura de aprendizagem: você precisa saber como transformar a cultura da sua empresa contribui para um ambiente de aprendizagem;
  • Curva do esquecimento: aprendizagem não acontece num evento único, e portanto, treinamentos lineares, pouco interativos e sempre obrigatórios pela empresa vão prejudicar o engajamentos dos seus colaboradores;
  • Método 70:20:10: estudar e aprender algo normalmente não acontece num único tipo de mídia. Saber explorar toda a experiência de aprendizagem ajuda seu colaborador a reter o conhecimento;
  • Andragogia: essencial para quem treina adultos! Compreender o que motiva um adulto a aprender é a chave para ensinar qualquer coisa à ele.

Por onde começar?

Lembra que não existe receita? Você precisa entender os conceitos básicos de treinamento e aprendizagem, você precisa conhecer o seu público e o que a sua empresa tem de demandas. Os conceitos e a visão macro desse cenário vão te guiar a determinar como aquele programa de treinamento será.

Para te ajudar, trouxe na íntegra uma conversa online sobre o tema “colaborador X empresa nas ações de T&D” entre o CEO da Mobiliza, João Romão, a Head de Talentos da Mobiliza, Andressa dos Santos e a Especialista em Inteligência Educacional na Mobiliza, Rosangela Spagnol.

Aperta o play para se beneficiar desse super papo, e melhorar ainda mais a experiência da sua empresa e dos seus colaboradores com treinamento e desenvolvimento! 🤘

Sobre o autor

Clarissa Melo

Marketeira e publicitária apaixonada por experiências, comunicação e humor desde sempre. Ah, e também sou louca por animais e com um estilo musical no mínimo, polêmico.

O que achou? Comente aqui :)

Comentário enviado para moderação!

Erro ao enviar a mensagem, tente novamente!

Se você gostou deste, pode gostar também...

[Infográfico] Como as pessoas aprendem?
Treinamento x Desenvolvimento: entenda a diferença de uma vez por todas
Como lançar ou relançar uma Universidade Corporativa na sua empresa