Treinamento corporativo

Desenvolver o projeto de treinamento e desenvolvimento é um dos momentos mais gratificantes da área de desenvolvimento, mas para que esse projeto esteja alinhado com a estratégia e necessidades da empresa é necessário atenção em alguns pontos.

Para criar um projeto de treinamento corporativo, é necessário seguir algumas etapas. Primeiro, é importante identificar as ausências de conhecimento dos colaboradores, avaliar as competências necessárias e elencar quais indicadores serão monitorados. Mas além de identificar os gaps de conhecimento e habilidades dos colaboradores, é fundamental considerar o planejamento estratégico da empresa e mapear quais são os novos conhecimentos e habilidades necessários para atingir o objetivo estratégico, ou seja, além de focarmos em gaps temos que focar no futuro também, na estratégia, em novos procedimentos, ferramentas, recursos e tecnologias que virão, participar ativamente deste processo é o que torna o rh estratégico

É essencial que você identifique quais são as reais necessidades, estabeleça as metas, analise todo o processo e elabore um plano de ação.

Como desenvolver um projeto de Treinamento Corporativo

Para criar um plano de treinamento, é fundamental que você dedique tempo para planejar treinamentos. O método de PDCA (Plan, Do, Check, Action) pode tornar a sua rotina mais organizada e eficiente. O método consiste em:

  1. Planejar (Plan): Defina quais são os objetivos de cada atividade e como elas irão contribuir para que esta ação alcance o objetivo.
  2. Fazer (Do): Este é o momento para definir quais membros irão participar dos treinamentos. Crie alguns indicadores para avaliar a performance da atividade.
  3. Checar (Check): Utilize ferramentas para analisar se os processos estão sendo cumpridos como proposto no início. Identificar as falhas durante o planejamento irá garantir o sucesso do treinamento.
  4. Agir (Action): Se você conseguiu eliminar todas as falhas encontradas na etapa anterior, certamente o treinamento será um sucesso. Caso alguma etapa não fique a contento, será necessário reiniciar o processo e encontrar novas soluções para o seu plano de treinamento.

Concluída a etapa de Mapeamento e construção do projeto, agora é o momento da análise financeira, é possível impactar positivamente o custos de treinamento quando utilizado uma variedade de recursos para executá-los, abaixo cito alguns exemplos:

LNT

Utilizar o Know How interno, promover a troca de conhecimento entre colaboradores, não apenas no que tange a informações técnicas, mas até mesmo comportamental, se você tem colaboradores com comportamento referência em certas competências e habilidades, porque não convidá-los para falar sobre isso para os demais?

Treinamentos que se fazem necessários repetir, pode-se utilizar recursos como LMS para que não necessite contratar um novo treinamento a cada nova turma.

Utilizar pílulas do conhecimento e podcast corporativo também é uma ótima opção, pois além de criar uma interação organizacional, os conteúdos são curtos, o consumo é maior,  a mensagem é transmitida e praticamente sem custo.

Percebo que a variedade de estratégias e recursos a serem utilizados nos projetos de educação corporativa são facilitadores para viabilidade financeira e para acabar com a monotonia dos programas de treinamento, aumentar o engajamento, a interação e participação dos colaboradores. Mais gratificante do que construir o projeto é perceber o retorno do resultado com a satisfação e engajamento dos colaboradores e atingimento de metas e indicadores organizacionais.