Treinamento corporativo
treinamento-comunicacao

Discutir cultura organizacional nunca foi tão atual. Nas décadas passadas, cultura organizacional era um assunto que ficava para escanteio. Mas as coisas mudaram muito nos últimos anos. É evidente agora a preocupação dos colaboradores em escolher empresas que estejam alinhadas ao seu perfil pessoal e profissional e das empresas em contratar pessoas alinhadas a sua cultura. Por isso, muitas organizações já se preocupam em melhorar sua cultura organizacional.

A cultura organizacional de uma empresa, além de guiar as políticas da empresa – aspectos visíveis da cultura organizacional -, também orienta as atitudes, os hábitos, os comportamentos, crenças e valores dos colaboradores – aspectos ocultos e movidos a sentimentos e emoções -, e por isso mudá-la é o seu principal desafio. Mas é necessário, afinal, só mudando e se ajustando às necessidades de mercado e dos perfis das novas gerações é que as empresas poderão se manter competitivas e atrair os melhores talentos.

É importante considerar ainda que a cultura organizacional é determinada historicamente (por seus fundadores, por exemplo), mas que também é construída socialmente (a que é mantida diariamente pelos membros da organização). Por isso, mudá-la ou melhorá-la requer ações tanto com a liderança quanto com os colaboradores.

treinamento-comunicacao

O papel da liderança na cultura organizacional

Diversos estudos da Psicologia têm mostrado que o ser humano costuma imitar comportamentos para se sentir inserido em um determinado grupo. Nas organizações, os principais alvos de observações de comportamentos a serem seguidos são os líderes. Por isso, os líderes da empresa, principalmente os líderes diretos, que lidam diariamente com os colaboradores, são peças-chave no processo de melhoria da cultura de uma empresa.

Uma empresa que queira mudar ou melhorar a cultura organizacional precisa estar muito próxima desses líderes. Criar e manter treinamentos para liderança, por exemplo, é uma excelente forma de passar aos líderes as atitudes e comportamentos adequados que transmitam os valores que a empresa quer ter a partir daquele momento.

Além dos treinamentos, é importante acompanhar rotineiramente os líderes, verificando sua aderência aos valores da empresa. Caso existam líderes desalinhados aos valores da empresa, é possível criar planos de ação para que eles sejam capacitados e aprendam a nova forma como a empresa gostaria que eles se comportassem com seus liderados.

É importante ainda que a empresa crie maneiras de estar por dentro da forma como os líderes têm atuado juntos aos seus liderados. Neste caso, é possível fazer pesquisas periódicas com os colaboradores e acompanhar as interações dos líderes nos canais de comunicação da empresa.

treinamento-comunicacao

Alinhando os colaboradores à cultura da empresa

A cultura de uma organização também se trata do sistema de valores que são compartilhados pelos colaboradores e que orientam suas atitudes com relação aos demais membros da empresa, seus clientes e demais stakeholders. Esses valores, portanto, precisam estar alinhados ao que a empresa espera de seus empregados.

O primeiro passo, portanto, é garantir que todos os colaboradores conheçam os valores da empresa. A empresa pode, por exemplo, estruturar um processo de onboarding de novos funcionários em que esses valores serão repassados e as expectativas serão alinhadas. Esse onboarding pode ser presencial ou em forma de treinamento EaD.

Porém, apenas informar na recepção do funcionário não é suficiente. É importante que ao longo da sua vida na organização ele esteja constantemente em contato com os valores da empresa. Uma maneira efetiva de fazer isso é expondo de maneira orgânica os valores nos canais de comunicação oficiais da empresa. Se sua empresa utiliza uma rede social corporativa, por exemplo, é possível fazer posts utilizando hashtags quando a ação estiver relacionada a um ou mais valores.

Outra maneira efetiva de trabalhar a cultura da empresa é engajando os colaboradores em ações que ressaltam os valores da organização. Você pode fazer desde ações de endomarketing offline, como eventos e happy hours, como adotar práticas de endomarketing digital.

Conclusão

Melhorar a cultura organizacional é difícil, mas é possível, basta que as empresas queiram e tomem ações com esse objetivo. Essas ações devem impactar o colaborador desde a sua contratação até seu desligamento, afinal um ex-colaborador continua sendo um agente transmissor da cultura da sua empresa.

Para iniciar um processo de melhoria na cultura é preciso revisitar os valores da empresa e vendo se eles estão de acordo com a nova forma com que a empresa quer ser percebida por seus colaboradores, clientes e stakeholders. Esses valores devem então ser transmitidos para toda a organização, seja por meio de treinamentos, campanhas de comunicação interna ou ações de endomarketing.

É preciso ainda que esses valores sejam constantemente lembrados aos funcionários, seja por meio de banners espalhados pela empresa ou nos canais de comunicação, ou pelas atitudes e comportamentos dos líderes para que sejam replicados pelos seus liderados.

*Este artigo foi escrito por Kleiton Reis, da SocialBase.

Unindo treinamento presencial e a distância

Curso Básico | Aprenda mais sobre o Blended Learning em empresas

Sobre o autor

Kleiton Reis

Jornalista que se encontrou no marketing, apaixonado pelas mídias digitais e que acredita que a tecnologia vai ajudar a mudar o mundo.

O que achou? Comente aqui :)

Comentário enviado para moderação!

Erro ao enviar a mensagem, tente novamente!

Se você gostou deste, pode gostar também...

Como a Curva do Esquecimento influencia treinamento e desenvolvimento
[Infográfico] Como as pessoas aprendem?
[Infográfico] Características de uma Cultura de Aprendizagem