@Destaques

Gamificação é a “estratégia de ouro” no treinamento online. Será? Com a promessa de aumentar o engajamento e oferecer uma experiência de aprendizagem diferenciada, ela é muitas vezes adotada pelas empresas para treinar colaboradores. Porém, o investimento pode ser alto e, dependendo do seu objetivo, pode não ser a escolha certa no momento para trazer o resultado esperado. 

Então, quando usar gamificação em treinamento online? Qual o momento ideal dentro de um Programa de Treinamento? Para responder essa pergunta trouxemos uma especialista no assunto, a Daiane Melo, Designer Gráfico aqui na Mobiliza.

A Dai, como ela é conhecida entre os mobilizadores, trabalha há 5 anos dando um banho no visual dos treinamentos dos nossos clientes. 

Vamos lá?!

Gamificação para Treinamento Online

A  gamificação é uma tendência de mercado, ela está presente em diferentes estratégias, como no cartão de pontos que você usa no supermercado, no seu programa de milhagem e em inúmeras outras experiências que você tem no seu dia a dia

Voltada para aprendizagem, a estratégia de gamificação foi incorporada para entreter e ensinar ao mesmo tempo. Isso significa que aplicá-la ao treinamento online pode fazer com que seus alunos ou colaboradores tenham mais interesse no conteúdo e consigam absorvê-lo com mais facilidade, melhorando a retenção do aprendizado. 

Quando a estratégia de gamificação pode ser mais eficaz?

A gamificação é muito eficaz quando falamos em engajamento, motivação e facilidade no aprendizado.

Se você tem um conteúdo difícil de assimilar, que seja um pouco mais cansativo, porém não  muito extenso, usar a gamificação pode deixar o consumo do treinamento muito fácil e mais divertido! 

Quando o colaborador precisa, por exemplo, aprender novas técnicas, novos produtos ou novos processos, a estratégia é bem-vinda. Então se você tem um Programa de Treinamento com diversos cursos sobre diversos temas para aplicar na sua empresa, opte por usar a gamificação nos temas mais técnicos e, nos demais cursos, use outras estratégias, assim você tem um programa equilibrado, eficaz, e dentro do seu orçamento. 

Como construir um treinamento com gamificação?

Para estruturar um treinamento gamificado, o primeiro passo é definir uma metáfora e um visual bem impactante, que chame bastante atenção. E então ligar a metáfora a uma história que deixe o conteúdo leve.

Na escolha de metáfora, analise seu público-alvo e opte por algo que eles estão familiarizados. A Volkswagen fez um treinamento usando montanha-russa como metáfora, por exemplo, e foi só sucesso. Você pode ver o case clicando aqui.

Também é muito importante que o treinamento tenha fases e recompensas, como badges e pontos, pois a sensação de ganho mantém o colaborador engajado.

Oferecendo essa experiência você despertar no colaborador um sentimento de conquista e progresso nos treinamentos, o que resulta em um alto engajamento 

Para conhecer a Dai e ver essa dica em vídeo, é só dar o play abaixo. Para ver outras dicas de especialistas para treinamentos, clique aqui.

Sobre o autor

Renata Sagaz

Sagitariana com ascendente em capricórnio apaixonada por séries, gatos e sushi, não necessariamente nessa ordem. Fascinada por novas experiências, é publicitária e trabalha no marketing da Mobiliza.

O que achou? Comente aqui :)

Comentário enviado para moderação!

Erro ao enviar a mensagem, tente novamente!

Se você gostou deste, pode gostar também...

Gamificação, vídeo e mais 8 tipos de treinamento online – Como escolher formato de acordo com o conteúdo?
Como engajar colaboradores através de um roteiro de treinamento bem elaborado
Case Volkswagen Caminhões e Ônibus: treinamento comercial de novos produtos