@Destaques

Na semana de conteúdos sobre T&D em 2021, o primeiro material desbloqueado foi um ebook sobre como montar o planejamento estratégico da área para 2021.

Para acessar o ebook você precisa estar inscrito na ação, mas no artigo de hoje trouxe rapidamente quais são os 3 principais conceitos que você precisa saber para engajar e reter o conhecimento dos seus colaboradores.

Vamos lá?

#1: Andragogia – adultos apreciam a aplicação prática

A andragogia é o método de ensino direcionado aos adultos

Esse, certamente, é um dos principais conceitos a se ter em mente quando tratamos do processo de ensino de colaboradores. 

Adultos apreciam a aplicação prática. 

Estarão engajados com o treinamento quando perceberem a real necessidade e benefício na aplicação prática do que irão estudar. Além disso, precisam ter autonomia. 

Oferecer um ambiente propício ao diálogo, à troca de experiências e à interação social traz melhores resultados ao processo de ensino e aprendizagem de adultos.

#2: Como a Curva do Esquecimento afeta o aprendizado

O filósofo alemão Hermann Ebbinghaus apresentou, em 1885, a sua teoria sobre a Curva do Esquecimento (Forgetting Curve), mostrando graficamente a quantidade de informações que nosso cérebro é capaz de reter em um dado período de tempo. 

Essa teoria também demonstra que, ao revisarmos as informações, a curva se torna cada vez menos acentuada e o conhecimento é realmente adquirido.

Quando planejamos uma capacitação, esperamos que os colaboradores alcancem bons índices de desempenho. Assim, sabemos que o aprendizado poderá ser realmente posto em prática, impactando metas e objetivos estratégicos da empresa. 

Para que a aprendizagem seja efetiva, o conteúdo estudado precisa ficar disponível na memória, longe da curva íngreme do esquecimento.

#3: Reter conhecimento depende de intensidade e repetição

A curva de esquecimento nos leva a compreender que o processo de ensino e aprendizagem não pode depender de um evento único de capacitação

É preciso considerar a jornada da aprendizagem para burlar a curva do esquecimento, recorrendo a dois fatores: revisões e intensidade. Isso porque ensinar algo a alguém e garantir que essa pessoa retenha aquela informação é um trabalho de intensidade e repetição.

Quanto mais impactante for o conteúdo apresentado e quanto mais ele for revisto, de preferência com diferentes abordagens, mais chances de alcançar o sucesso em T&D.

A jornada de aprendizagem na educação corporativa é como um guia, em forma de linha do tempo, em que podemos reunir e organizar todas as ações importantes que serão executadas em um treinamento.

Esses 3 pontos são premissas básicas que recomendamos que você, que trabalhar com treinamento e desenvolvimento, precisa saber.

São conceitos que vão te ajudar a visualizar como montar e promover as ações de desenvolvimento para seus colaboradores. Neste artigo aqui, falamos sobre as principais competências e habilidades que um profissional de T&D precisa ter, dá uma olhada.

Ah, e conta pra gente nos comentários se você já aplica esses 3 conceitos nas suas ações de treinamento e desenvolvimento.

Sobre o autor

Clarissa Melo

Marketeira e publicitária apaixonada por experiências, comunicação e humor desde sempre. Ah, e também sou louca por animais e com um estilo musical no mínimo, polêmico.

O que achou? Comente aqui :)

Comentário enviado para moderação!

Erro ao enviar a mensagem, tente novamente!

Se você gostou deste, pode gostar também...

As habilidades e competências que todo profissional de educação corporativa deve ter
O que é jornada de aprendizagem na educação corporativa e como implementar
O LMS do Futuro