Produção de conteúdo

Manter o organismo de uma empresa funcionando pode ser uma tarefa desafiadora. Isso acontece porque não é fácil conservar todos os setores de um negócio trabalhando em harmonia, em busca dos objetivos da corporação.

Por isso, nem sempre apenas um grupo interno, composto por membros da própria gestão, conseguem supervisionar e preservar o bom desempenho de todos. Tendo que recorrer, nessas ocasiões, a treinamentos corporativos que coloquem a equipe, outra vez, em sintonia.

As consultorias e treinamentos são redes externas de apoio que, ao identificar um déficit organizacional, trabalham com a empresa para solucionar problemas e devolver a harmonia empresarial.

Fazendo com que todos estejam preparados – conhecimentos, competências e habilidades em dia – para acompanhar a dinâmica da empresa na qual estão inseridos. Estando, desse modo, atentos, com mais naturalidade, aos objetivos do negócio.

Felizmente, além do treinamento corporativo e da consultoria empresarial, presentes no mercado para resolverem demandas específicas, podemos utilizar ainda o método das trilhas de aprendizagem, método que reforça a eficácia dos treinamentos e consultorias.

Por isso, neste artigo, vamos aprender como fazer uso das trilhas de aprendizagem em treinamentos corporativos e descobrir os benefícios da junção dessas duas abordagens para a manutenção do funcionamento do organismo empresarial como um todo.

O que são trilhas de aprendizagem?

Uma trilha de aprendizagem é um caminho de estudos elaborado por uma equipe, a partir de diferentes recursos de ensino, a fim de suprir uma necessidade específica de conhecimentos de um determinado grupo de pessoas, geralmente, colaboradores.

Os recursos utilizados no processo, que podem incluir uma coletânea de vídeo-aulas, cursos, apresentações, entre outras atividades, são elaborados, de modo geral, a partir de um assunto específico. 

Além disso, os materiais fornecidos durante a trilha não são diversos por acaso. Essa diversificação de meios de aprendizagem são variados, de maneira proposital, para contemplar os diferentes perfis de aprendizado e níveis de conhecimento do grupo de pessoas participante.

Afinal de contas, a trilha de aprendizagem deve ser fundamentalmente composta por diferentes etapas, para que, ao final do processo de treinamento, a equipe participante tenha alcançado o conhecimento esperado.

No mais, vale considerar que a trilha pode ser organizada de modo linear, seguindo um caminho de aprendizagem sequencial ou, ainda, de modo agrupado, onde o colaborador tem a liberdade de escolher uma quantia mínima de passos para concluí-la.

Qual a sua importância no treinamento corporativo?

As trilhas de aprendizagem são úteis em treinamentos corporativos à medida que auxiliam na excelência e eficácia do treinamento empresarial. Ou seja, o método torna o processo do treinamento corporativo mais didático e, como consequência, mais fácil de ser assimilado.

Além disso, as trilhas de aprendizagem servem como um suporte motivacional ao treinamento corporativo, pois respeitam o tempo de aprendizagem do colaborador e estimulam sua autonomia.

Em outras palavras, o método de ensino agrega benefícios ao treinamento corporativo, potencializando seu alcance e, antes mesmo do esperado, trazendo resultados. 

Por isso, vincular uma trilha de aprendizagem às metas do seu treinamento pode tornar o processo ainda mais significativo, tanto para o desenvolvimento do colaborador quanto para os objetivos gerais da empresa.

Aliás, vale diferenciar, brevemente, o treinamento corporativo da educação corporativa. Em curtas palavras, podemos dizer que o treinamento corporativo busca atender necessidades pontuais dos setores de um negócio.

Enquanto a educação corporativa busca desenvolver as competências da empresa como um todo, não de maneira individual como no treinamento, visando um esforço contínuo e de longo prazo.

Embora seja possível e válido aplicar as trilhas de aprendizagem em qualquer um dos processos descritos acima, afinal de contas, a coletânea de conteúdos e atividades diversas poderão cair como uma luva para manter os participantes interessados a longo prazo.

Como utilizar trilhas de aprendizagem em treinamentos corporativos?

De maneira objetiva, basta partir do pressuposto de que a trilha adotada, seja o caminho para atingir o objetivo do treinamento corporativo que, anteriormente, foi traçado entre empresa e treinador.

Sim, para unir as abordagens será necessário começar definindo o objetivo do treinamento e, em seguida, a trilha adequada para alcançar o resultado esperado com a capacitação.

Aliás, as duas abordagens se completam, uma vez que o treinamento corporativo que fizer uso das trilhas de aprendizagem para alcançar seu objetivo, terá seu processo facilitado e o nível de eficiência potencializado.

Pensando nisso, preparamos um passo a passo que facilitará essa união. Por isso, confira como aplicar a abordagem de ensino na capacitação oferecida aos seus colaboradores. 

1. Conheça as necessidades dos colaboradores da empresa

Umas das principais características do treinamento corporativo é o fato de ser aplicado a partir de uma necessidade já identificada. Em outras palavras, isso significa que, ao observar o funcionamento da organização, o gestor identifica um déficit e busca resolvê-lo.

Geralmente, essa contratação é para suprir a demanda encontrada, ou seja, contando com o apoio de profissionais externos para capacitar os colaboradores.

Desse modo, para aplicar um treinamento corporativo eficaz será preciso conhecer o perfil e as necessidades específicas de sua equipe – tanto no ambiente de trabalho quanto no processo de aprendizagem.

Assim, será mais fácil construir uma trilha de aprendizagem para o seu treinamento corporativo, visto que a partir destes feedbacks é possível investir em recursos que serão, de fato, aproveitados por sua equipe.

2. Defina o objetivo do treinamento

Todo treinamento busca cumprir um objetivo, geralmente modificar ou lapidar conhecimentos, competências e habilidades de um determinado grupo de pessoas. Logo, um objetivo deverá ser definido.

Assim, a trilha busca cumprir o objetivo de ensino previamente apontado pelo treinamento empresarial. 

Ou seja, a trilha de aprendizagem construída será o meio pelo qual os colaboradores alcançarão os objetivos traçados pelo treinamento.

3. Construa a trilha de aprendizagem com base em diversos níveis de conhecimento

Tendo em mãos as especificidades de seus colaboradores e, com isso, os objetivos do treinamento, o próximo passo será construir a sua trilha. 

Para isso, diversifique os métodos e suportes de ensino e considere os diferentes níveis de conhecimento. Aliás, caso haja níveis muito diversos na equipe, opte pelo modelo linear de ensino, ok?

4. Escolha os conteúdos que serão abordados no treinamento

Para escolher os conteúdos que serão trabalhados pela equipe, basta considerar o conhecimento, a competência ou a habilidade que o colaborador deverá alcançar no término do processo.

Em resumo, os conteúdos escolhidos deverão suprir as necessidades dos participantes e trazer os resultados esperados pela empresa.

5. Estabeleça métricas para analisar o desempenho da trilha de aprendizagem

Há duas formas de medir o desempenho da trilha no seu treinamento corporativo: quantitativamente ou qualitativamente. Sendo o mais indicado, utilizar os dois tipos de indicadores para obter um retorno mais preciso sobre os resultados.

Seja do modo mais tradicional, aplicando provas ao final do percurso ou colhendo feedbacks dos colaboradores e dos líderes do negócio – quando a trilha for aplicada em um treinamento de liderança para gestores – por exemplo. 

Em síntese, o importante é ter, ao final do processo, evidências que comprovem (ou não) a eficácia do trabalho desenvolvido para potencializar os resultados da capacitação.

E, então, mais simples do que pensou fazer uso das trilhas de aprendizagem em seus treinamentos corporativos, não é mesmo? 

Afinal, ela nada mais é do que um passo a passo diferente, mais completo e eficaz para alcançar os objetivos do seu treinamento empresarial.

Artigo produzido por Alexandre Candido, da Gestaum Lab.

Sobre o autor

Autor Convidado ⭐

Este artigo foi produzido por um autor convidado cujo o nome e a empresa estão descritos no final do artigo. Nosso muito obrigada pela parceria em construir conteúdos que ajudam o mercado de desenvolvimento de pessoas! #SomosMobilizadores

O que achou? Comente aqui :)

Comentário enviado para moderação!

Erro ao enviar a mensagem, tente novamente!

Se você gostou deste, pode gostar também...

Como criar a persona do seu treinamento online
competencias-1 A desconstrução da profissão e o foco em competências
okr 1 OKR para treinamento corporativo – Utilize a metodologia do Google para traçar metas e alcançar resultados de capacitação