Treinamento corporativo
o-que-e-ead-elearning-diferença

Você já percebeu a quantidade de termos técnicos que surgem quando adquirimos uma nova habilidade ou estudamos sobre um novo campo? EaD é apenas um dos muitos universos em que isso acontece.

Por exemplo, eu amo cozinhar e, quando comecei, não fazia ideia do que era o tal “banho maria”. Hoje, depois de anos descobrindo sabores e vocábulos, ainda me deparo com nomes de procedimentos, temperos e instrumentos que não conheço. Faz parte do processo de aprendizado.

Mas eu não preciso saber tudo sobre gastronomia para ter momentos deliciosos com os amigos, fazendo uma “jantinha” no capricho. Também funciona assim para quem está conhecendo o EaD, o dicionário de termos é aprendido aos poucos.

Se você souber a diferença entre EaD, e-Learning e cursos online que apresentaremos abaixo, já dá pra ir longe.

O que é EaD?

EaD é a modalidade de ensino em que professor e aluno não se encontram no mesmo local geográfico. Simples assim.

Apesar da impressão de que EaD seja contemporâneo à era da Internet, o Ensino a Distância começou no século XVIII. Nessa época surgiram os primeiros cursos por correspondência e, desde então, foram apenas se adaptando às tecnologias.

Telecursos, por exemplo, eram muito comuns até poucos anos atrás. Mas é claro que a internet deu ao ensino a distância outras proporções, mesmo assim, ele ainda pode ser feito via CDs, apostilas, correspondência e outros.

Assim como se adaptou às novas tecnologias, o EaD se adequou também às necessidades do mercado. Ele começou no ambiente dos cursos livres, mas passou a ser aplicado também em universidades e ambientes corporativos. Hoje, só em ensino superior a distância no Brasil, são mais de 1,1 Milhão de matriculados. (Dados: Censo da Educação Superior 2013)

Você pode saber mais sobre EaD com nosso curso gratuito sobre essa modalidade de ensino. Basta se matricular clicando aqui.

O que é e-Learning?

O autor Marc Rosenberg, em 2002, definiu e-Learning como a modalidade de ensino em que são usadas tecnologias da internet para transmitir conhecimento e melhorar desempenho.

Diferente do EaD, e-Learning deve, obrigatoriamente, ser distribuído por meio de dispositivos — computadores ou tablets — conectados à rede de internet. Esse “casamento” tecnológico torna possível armazenar, atualizar e distribuir conhecimento com mais segurança, facilidade e alcance.

Ainda, o e-Learning pode ser dividido em duas categorias:

  1. Síncrono: são cursos que ocorrem ao mesmo tempo em que o professor ensina, como em uma transmissão de vídeo-aula ao vivo ou um chat.
  2. Assíncrono: são cursos e treinamentos já gravados e armazenados, que o aluno acessa quando quiser. Esta modalidade dispensa o aluno das obrigações de horário.

Outro elemento fundamental para uso do e-Learning  em EaD é uma plataforma capaz de distribuir e gerenciar o progresso dos estudantes. Este ambiente virtual chama-se plataforma LMS. Dessa plataforma, tiramos um benefício incrível da tecnologia, que é poder gerenciar a aprendizagem do aluno e saber quem está aprendendo o que.

Para que isso seja possível, é utilizado o padrão SCORM como meio de comunicação entre LMS e conteúdo e-Learning.

E cursos online, o que são?

Curso online é o termo mais utilizado pelo público em geral. Apesar de serem semelhantes ao e-Learning, terminologia comum em ambientes acadêmicos e corporativos, os cursos online tendem a ser construídos por pessoas físicas para pessoas físicas, na intenção de venda ou distribuição de conhecimento.

Os formatos de conteúdo para cursos online são os mais variados, como PDFs, apresentações em Power Point ou vídeos no YouTube. Aqueles que estão querendo disponibilizar cursos mais atrativos para os alunos e profissionalizar a distribuição, utilizam uma ferramenta de autoria para mesclar vídeos, conteúdos interativos e animações.

Normalmente o rastreamento e gestão da aprendizagem do aluno não são a prioridade deste público, então a distribuição de cursos online tende a ser feita por meio variados, como emails, links para download ou acesso via login. Aqui, um LMS tem como principal função controlar a entrada e saída de alunos e também garantir o pagamento dos que têm acesso ao conteúdo.

Em amplo crescimento, os cursos online estão ficando muito populares na internet, como forma alternativa de gerar renda para muitas pessoas.

Em resumo

Esclarecendo a diferença: EaD é o grande grupo do ensino não presencial. Já cursos online e e-Learning fazem parte desse grande grupo, e são definidos pela aprendizagem digital via internet. A principal diferença entre os dois últimos são as necessidades relacionadas à forma de disponibilização e necessidade de gestão do aprendizado.

Espero que este post tenha te ajudado a esclarecer a diferença entre EaD, e-Learning e cursos online, principais termos usados no ensino a distância. Se gostou, tem alguma dúvida ou discorda de algo, poste seu comentário ali embaixo ou em nossas redes sociais.

Sobre o autor

Kalina Renno

Apaixonada por comunicação, marketing e ensino, acredito que o mundo pode ser transformado por cada um de nós. Internacionalista por curiosidade, marketeira por decisão e otimista por natureza.

O que achou? Comente aqui :)

Comentário enviado para moderação!

Erro ao enviar a mensagem, tente novamente!

Se você gostou deste, pode gostar também...

Métricas para treinamento e desenvolvimento: principais dificuldades que você pode encontrar
Não planeje treinamento e desenvolvimento sem estes 4 materiais
Como montar um planejamento estratégico para Treinamento e Desenvolvimento
  • IVANILDE SANTANA SANTOS disse:

    Neste caso, são diferentes certo??
    Quando se tem uma aula presencial, e esta torna se a distância, por uma emergência, no caso a pandemia. A escola pode cobrar o valor integral da mensalidade?? Uma vez que aulas EaD, tem valor diferente, no meu entender se aulas fossem on line, não me importaria em.pagar valor integral. Você saberia me responder esta questão?? Obrigada

    • Renata Sagaz disse:

      Oi, Ivanilde! O nosso mercado é corporativo, então não sei se consigo te ajudar sobre o mercado educacional. :/
      De qualquer forma, a diferença de valor é referente principalmente às estruturas do presencial e do online. A pandemia é um caso particular porque não foi uma opção da instituição migrar para o online, foi uma exigência. Então a estrutura física é mantida, mesmo com o online funcionando. Mas sobre, se a instituição deve cobrar menos por isso, não sabemos.

      Abraço!

  • Veridiana Kelin Appelt disse:

    Muito esclarecedor