Produção de conteúdo
e-learning-inteirativo-treinamentos-corporativos-ead-videos-pdf

Você já sabe os objetivos do treinamento EaD, o público alvo e o conteúdo para o próximo e-learning de sua empresa. E agora resta aquela dúvida: qual será o melhor formato? Vamos a uma breve apresentação de 3 dos modelos possíveis: PDF, vídeo ou e-learning interativo.

Enquanto os PDF são formados por imagens e textos diagramados de forma interessante, os vídeos podem ser de diferentes formatos, como aulas ministradas por professores, simulações realizadas por atores ou ainda animações.

Os e-learning interativos, por sua vez, apresentam recursos multimídia com os quais o aluno pode interagir através de cliques ou arrastando elementos na tela para ter feedback de suas ações.

As opções são bastante distintas, e para escolher o formato ideal para o seu treinamento e-learning, além de estar atento ao conteúdo e público alvo, é necessário levar em conta o prazo, orçamento e importância do projeto. Cursos muito estratégicos, por exemplo, costumam requerer maiores investimentos, e apresentar maior complexidade.

O nível de complexidade do treinamento EaD é definido pela dificuldade de produzir os recursos multimídia, como ilustrações, gráficos ou vídeos, por exemplo. Quanto mais difícil e complexa é a produção do recurso, maior será o tempo de desenvolvimento e também o orçamento do curso.

Veja abaixo a relação da complexidade dos diferentes recursos, e os custos gerados no seu desenvolvimento.

e-learning-interativo-treinamentos-ead

Conforme você pode visualizar no esquema, os vídeos e animações costumam conferir aos projetos grande complexidade, demandando um maior investimento de tempo e dinheiro.

Já a utilização de fotos e ilustrações simples, comumente utilizadas em PDFs e e-Books, é uma alternativa rápida e de baixo custo. No entanto, apesar dessas vantagens, ela nem sempre é a melhor opção. É necessário avaliar caso a caso para definir o formato ideal.

 

e-learning-interativo-e-book-ead-corporativo

Quando optar por um e-Book ou PDF?

Os e-Books e PDFs costumam ser a alternativa mais rápida e econômica de produzir materiais educativos. No entanto, o nível de engajamento dos estudantes costuma não ser tão alto, principalmente quando o conteúdo é extenso.

Materiais educativos neste formato podem ser baixados e consultados a qualquer momento, além de possibilitarem uma busca rápida por palavras-chave. Por isso, eles são ótimos quando falamos em conteúdos mais enxutos, e materiais consultivos.

No entanto, caso você queira rastrear as interações do aluno com o conteúdo, o PDF não é uma boa opção, já que não permite que você monitore o consumo do conteúdo. Dessa forma, ele é indicado para materiais de consumo não obrigatório, como comunicados sobre produtos para a equipe interna, por exemplo.

Este modelo também é uma boa opção em projetos simples, cursos que treinam sobre processos e produtos menos complexos, ou atividades de menor nível estratégico no dia a dia da empresa, como por exemplo: “como enviar um e-mail”, “como funciona a intranet”, “benefícios da empresa” entre outros.

Já em projeto mais estratégicos para a empresa, pode valer a pena investir em materiais mais complexos, como por exemplo vídeo aulas ou animações.

 

video camera

Quando optar por vídeos?

Como já vimos anteriormente, a produção de vídeos requer grande investimento, e dificilmente será uma alternativa econômica. No entanto, materiais nesta mídia costumam apresentar um alto engajamento dos estudantes.

Por isso, os vídeos podem ser uma ótima opção para projetos que precisam alavancar uma ação forte dentro da empresa, como por exemplo treinamentos para formação e integração de líderes e da gestão, treinamentos sobre um produto em lançamento ou ainda processos complexos que podem elevar a eficiência de uma equipe.

No entanto, a importância estratégica do conteúdo não deve ser o único parâmetro de escolha por esse formato de treinamento. Para investir em vídeos, é necessário garantir que a infraestrutura da empresa suporte essa mídia: que os funcionários tenham fones de ouvido e que a internet seja boa o suficiente, por exemplo.

Outra reflexão a ser feita é em relação à perenidade do material. Se o conteúdo costuma passar por alterações constantes, os vídeos podem ser desaconselhados, já que a manutenção dessa mídia pode ser bastante custosa.

Assim como é o caso dos PDFs, os vídeos também não facilitam o rastreamento do consumo de conteúdo por parte do aluno. Por isso, se o seu objetivo é atingir alto engajamento, com rastreabilidade e maior facilidade de manutenção, talvez a melhor opção seja o desenvolvimento de um curso interativo.

 

e-learning-interativo-para-trinamentos-corporativos

Quando optar por um e-learning interativo?

Os cursos interativos possuem diferentes níveis de complexidade, e por isso o custo é muito variável. Algumas interações são simples, como botões que mostram conteúdos, já outras podem ser mais complexas, como infográficos clicáveis, e ainda simulações de processos ou sistemas que ocorrem virtualmente durante o treinamento.

Por exigir uma postura mais ativa do estudante, os cursos interativos costumam ter uma audiência atenta. Além disso, eles podem mesclar diferentes formatos de material, contendo vídeos e também PDFs para serem baixados pelos alunos.

Por serem bastante flexíveis e diversificados, os cursos interativos são indicados para os mais diferentes tipos de curso, desde aqueles voltados à apresentação de produtos inovadores até os destinados a treinamentos de softwares.

Outra vantagem dos cursos interativos é que possibilitam o rastreamento preciso do consumo do conteúdo por parte do aluno, o que não ocorre no caso dos vídeos e PDFs. A rastreabilidade é importante, por exemplo, na aplicação de cursos para clientes ou prospects, já que rastreando seu consumo de conteúdo é possível criar estratégias de venda específicas para atingi-los.

Caso você queira desenvolver cursos interativos para a sua empresa, mas deseje economizar, você pode investir em ferramentas de autoria. Elas possibilitam a produção de materiais interativos e de fácil atualização, que podem ser desenvolvidos pela equipe interna da empresa.

A próxima etapa depois de escolher o melhor formato para seu próximo treinamento será produzir o roteiro e, para te ajudar, disponibilizamos este curso gratuito. Matricule-se.

Curso Gratuito | Como criar roteiros para EaD

Aprenda a criar roteiros para treinamentos a distância usando este método detalhado. Neste guia você vai aprender a roteirizar com facilidade um treinamento para EaD.

 

Sobre o autor

Izabella Accioly

Educadora, apaixonada por tecnologia e comunicação. Acredita que a melhor forma de aprender é compartilhar!

O que achou? Comente aqui :)

Comentário enviado para moderação!

Erro ao enviar a mensagem, tente novamente!

Se você gostou deste, pode gostar também...

Como adaptar o conteúdo de um treinamento presencial para vídeo?
Como adaptar um treinamento presencial para mobile learning?
Como escolher a melhor estratégia para treinamentos online?
  • Daniel SP disse:

    Olá Isabella!
    Você indicaria algum software para criação de animação? Voltado principalmente para ead sobre desenvolvimento e programação.

    Daniel.rootdir@gmail.com

  • Luís Filipe de Assis disse:

    Parabéns pelo texto Izabella Accioly. Estou no ramo de hardware há 11 anos e já ministrei aulas presenciais sobre o assunto durante 2 anos. Estou começando a criar um treinamento avançado sobre o assunto para distribuir online. Este artigo me ajudou e muito a definir o melhor método para distribuir o meu conteúdo, a próxima dúvida é. Qual é a melhor plataforma para publicar o meu treinamento para vendas? Leve em consideração que escolhi o formato de vídeo para produzir o meu treinamento.

    • Izabella disse:

      Olá Luis, tudo bom?
      Fico muito feliz em saber que nossos conhecimentos em EaD estão sendo úteis pra você! Muito obrigada pelo contato e pela sugestão de pauta. Continue nos acompanhando aqui pelo Blog, faremos o possível para trazer cada vez mais conteúdos relevantes!
      Abraços,