Produção de conteúdo

Para definir qual estratégia instrucional usar no seu treinamento online, quais metodologias você pode desenvolver para trabalhar o seu conteúdo e enriquecer as ações de aprendizagem, você precisa considerar 4 principais pontos.

Para te explicar quai são esses 4 fatores, APERTE O PLAY no segundo vídeo da 2ª temporada da nossa série “T&D na Prática”. O tema será apresentado pela nossa designer instrucional, Stephany. ⬇

Se por algum motivo você está impossibilitado(a) de assistir o conteúdo em vídeo, transcrevemos as dicas neste artigo para você não perder nada!

Para você que não apertou o play, continue lendo:

Os principais pontos que você precisa considerar na hora de escolher a estretégia do seu treinamento online são: 

  • Os objetivos de aprendizagem — quais os resultados esperados com o treinamento.
  • O tamanho do conteúdo — se ele é longo ou mais curto.
  • O assunto, a abordagem — se a ideia é desenvolver habilidades e comportamentos ou compartilhar orientações, procedimentos, ferramentas, entre outros.
  • E o perfil do público — quais as características pessoais e profissionais dos seus colaboradores.

Os objetivos de aprendizagem refletem os resultados que esperamos ter com um treinamento. Então, o desenvolvimento de estratégias mais “robustas” e relacionadas à realidade daquele colaborador pode ter bastante impacto no desempenho dele e da equipe, resultando em maior entrega de valor para a empresa. 

Depois de refletir sobre os objetivos, você precisa analisar a abordagem do treinamento e o tamanho do conteúdo. Para conteúdos mais densos e longos, é interessante criar uma trilha de aprendizagem, dividindo o conteúdo por módulos. Assim, o curso não fica cansativo para o colaborador, você consegue distribuir o tempo de estudo e manter a continuidade do conteúdo.

Aqui também valem aquelas dicas que apresentamos nos vídeos da 1ª temporada sobre storytelling e gamificação. Se o objetivo é desenvolver comportamentos, você pode usar o storytelling. E, para conteúdos mais difíceis de assimilar, a gamificação é bem-vinda! Lembrando que para que essas estratégias tenham um resultado bacana, é importante que elas estejam bem coerentes com o dia a dia do seu colaborador. Então, a metáfora ou o contexto podem até ser temáticos em um outro planeta por exemplo, mas a estratégia será mais efetiva se fizer conexões e trouxer os desafios do cotidiano que o treinamento vai ajudar a resolver!

Agora, se você tem um conteúdo bem objetivo e pontual, por exemplo para introduzir um tema, reforçar algum assunto, apresentar uma nova funcionalidade de ferramenta ou até o lançamento de um produto, é legal transformar esse conteúdo em um vídeo animado. Isso porque o uso de elementos visuais com locução contribuem bastante para a retenção de conhecimento do aluno 

Você também precisa conhecer o seu público: se os colaboradores preferem aprender por meio de vídeos ou leitura; se têm disponibilidade de tempo; e as atividades que desenvolvem na empresa!

Lembre-se de que uma ação feita para o time comercial será diferente de uma feita para a equipe administrativa, pois são pessoas com funções e perfis diferentes. Então, a abordagem do conteúdo, a linguagem e a dinâmica serão distintas.

Considerando todos esses aspectos, conseguimos criar treinamentos online que abordem o conteúdo da melhor forma e que sejam aderentes à realidade dos colaboradores!

Essas foram as dicas da Stephany! Curtiu? A segunda temporada da série T&D na prática conta com vídeos sobre pílulas essenciais para quem trabalha com treinamento e desenvolvimento. Junte-se a mais de 700 profissionais de T&D e inscreva-se na nossa newsletter para receber mais conteúdos como este em primeira mão.

Pra complementar o seus estudos sobre o assunto, sugiro que você faça, também, o nosso treinamento sobre roteirização de cursos online. Ele é gratuito, totalmente online e está disponível neste link aqui! Você ganhará além do passo a passo, um template para construir seus conteúdos online.

Sobre o autor

Clarissa Melo

Marketeira e publicitária apaixonada por experiências, comunicação e humor desde sempre. Ah, e também sou louca por animais e com um estilo musical no mínimo, polêmico.

O que achou? Comente aqui :)

Comentário enviado para moderação!

Erro ao enviar a mensagem, tente novamente!

Se você gostou deste, pode gostar também...

Tudo sobre como usar trilhas de aprendizagem em treinamentos corporativos
Storytelling para negócios: Saiba quando usar nos treinamentos online da sua empresa
Quando usar gamificação para treinamento online