Produção de conteúdo

Bom, como você sabe, os dispositivos móveis, como smartphones e tablets, têm facilitado as formas de comunicação, tanto no nível pessoal quanto em nível profissional. Então, por que não usar dessa tecnologia, que está ao alcance da maioria das pessoas, também para promover o seu desenvolvimento?

Para te explicar como fazer isso, APERTE O PLAY no terceiro vídeo da 2ª temporada da nossa série “T&D na Prática”. O tema é apresentado pela nossa líder da área de design instrucional, Iohanna. ⬇

Se por algum motivo você está impossibilitado(a) de assistir o conteúdo em vídeo, transcrevemos as dicas neste artigo para você não perder nada!

Para você que não apertou o play, continue lendo:

A aprendizagem móvel é uma tendência na área de educação corporativa e contribui muito para compartilhamento de conhecimentos e interações entre e com os colaboradores.

Mas, para que seja possível explorar todo o potencial do mobile learning, é preciso levar em conta as características das tecnologias móveis e pensar em estratégias que, de fato, promovam uma cultura de aprendizagem na sua organização.

É importante você saber isso que não dá para só transpor o conteúdo do treinamento presencial para um mobile learning. Vai ser preciso adaptar esse conteúdo, levando em conta questões como tamanho de tela, a linguagem, formas de acesso, entre outros.

O conteúdo do treinamento online em mobile learning

O conteúdo precisa ser dinâmico e objetivo, com textos curtos, que possibilitem um tamanho de fonte adequado mesmo nas telas menores. E a linguagem deve ser dialogada, estimulando a interação entre os colaboradores. 

Quanto às imagens, procure utilizar imagens que não possuam muitos detalhes, permitindo que a comunicação seja feita sem que a pessoa precise dar um zoom. Se você for trabalhar com vídeos, também procure mantê-los mais curtos com, no máximo com 3 minutos.

Outro ponto importante é duração da sua ação de treinamento. O mobile learning pode ser feito a qualquer hora e em qualquer lugar. Por isso, é interessante procurar mantê-lo curso, com 10 a 15 minutos de duração

Caso você esteja adaptando um conteúdo que é muito extenso, você pode procurar dividi-lo em módulos e disponibilizar esses módulos aos poucos, como uma vez por semana ou em dias intercalados. Assim, você promove também a aprendizagem contínua, possibilitando que todos os seus colaboradores aprendam um pouco a cada dia. 

Quanto à abordagem, você pode utilizar diversos formatos, como vídeos, podcasts, tomadas de decisão, treinamentos com gamificação, quiz

Também é bacana que você procure explorar os recursos específicos dos dispositivos móveis, como, por exemplo, as câmeras, aplicativos de GPS e aplicativos de mensagem, fones de ouvido. Enfim, tudo isso auxilia que sua ação de treinamento seja mais dinâmica, mais engajadora e coloque o seu colaborador no papel ativo do seu processo de aprendizagem! 

Essas foram as dicas da Iohanna! Curtiu? A segunda temporada da série T&D na prática conta com vídeos sobre pílulas essenciais para quem trabalha com treinamento e desenvolvimento. Junte-se a mais de 700 profissionais de T&D e inscreva-se na nossa newsletter para receber mais conteúdos como este em primeira mão.

Pra complementar o seus estudos sobre o assunto, sugiro que você faça, também, o nosso treinamento sobre roteirização de cursos online. Ele é gratuito, totalmente online e está disponível neste link aqui! Você ganhará além do passo a passo, um template para construir seus conteúdos online.

Sobre o autor

Clarissa Melo

Marketeira e publicitária apaixonada por experiências, comunicação e humor desde sempre. Ah, e também sou louca por animais e com um estilo musical no mínimo, polêmico.

O que achou? Comente aqui :)

Comentário enviado para moderação!

Erro ao enviar a mensagem, tente novamente!

Se você gostou deste, pode gostar também...

microlearning-ferramenta-de-aprendizado-1 Microlearning: saiba o que é, seus benefícios e quando utilizar essa grande ferramenta de aprendizado
Gamificação, vídeo e mais 8 tipos de treinamento online – Como escolher formato de acordo com o conteúdo?
Como construir uma trilha de aprendizagem para treinamentos empresariais